sábado, 4 de junho de 2011

CAMPEONATO BRASILEIRO DE FISICULTURISMO 2011



Curitiba sediou,  dia 28 de maio , o Campeonato Brasileiro de Fisiculturismo, que este ano comemora 10 anos da NABBA Brasil. O evento reuniu 140 atletas de 15 estados brasileiros, 30 do Estado do Paraná .
O crescimento desta modalidade é notório e o Estado do Paraná é uma das grandes forças deste esporte , tem a 2ª melhor equipe , com atletas campeões nacionais e internacionais.
A base desta modalidade está nos  trabalhos físicos de musculação aliados à uma dieta rigorosa para o aumento da massa muscular. O resultado são corpos esculpidos, músculos em detalhes, força. Hoje o esporte é praticado por homens e mulheres e vem vencendo o preconceito , ganhando status de qualidade de vida.
Na mesa, onze os juízes são responsáveis pela avaliação dos atletas.
No palco, os atletas exibem corpos perfeitos, cobertos  por uma tinta que realça os contornos musculares. Eles fazem poses, caras e muita força. É desgastante para o atleta, e para os juízes a tarefa de julgar em nível tão elevado não é fácil.
Conquistar um corpo perfeito exige sacrifícios, estes atletas abdicam dos prazeres da culinária e enfrentam séries intermináveis de exercícios com pesos. Como em outros esportes, aqui o apoio financeiro não é grande e muita gente se divide entre trabalho e malhação.  
Nesta modalidade o atleta precisa investir em academia,  orientação médica adequada e suplementos ,assim o esporte perde sua força nas comunidades mais carentes , mas há quem leve o fisiculturismo até lá. Djalma é responsável por um destes projetos e foi assim que descobriu Mainã Patachós, a primeira índia brasileira neste esporte, em menos de um ano de treinos Mainã já é uma promessa em sua categoria.
Além de investimentos e acompanhamento profissional , ser um fisiculturista requer muita disciplina. O desequilíbrio na dieta é  uma preocupação constante e pode levar a prejuízos para a saúde , por outro lado, uma dieta alimentar bem conduzida  pode garantir longevidade. Joaquim Freitas Costa conquistou 2º lugar numa competição master na alemanha aos 62 anos, hoje  com 65, ele mantém um regime rico em alimentos naturais e treina de 4 a 5 horas por dia.
Ainda de forma tímidas, as categorias especiais já estão presentes no fisiculturismo, pessoas que encaram suas limitações e se dedicam ao esporte conquistando autoestima e qualidade de vida.
O Campeonato Mundial de Fisiculturismo acontecerá dia 11 de junho no Centro de Convenções do Anhembi  em São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário